STF condena ao deputado Daniel Silveira há mais de 8 anos de prisão (veja o Vídeo)

Nesta quinta feira (21) aconteceu o Julgamento no STF do Deputado Federal pelo Rio de Janeiro, Daniel Silveira. O Resultado da votação foi de apenas um voto a em favor do deputado; foi o voto do Ministro Nunes Marques.

Daniel Silveira foi condenado a mais de oito (8) anos de prisão com perca dos seus direitos políticos e mais uma multa de mais de duzentos (200) mil; decisão esta que vai de encontro o que consta na constituição federal de 1988 nos seu Artigo 53; com nova redação dada pela alteração constitucional º 35 de 21 de dezembro de 2001.

O Ministro André Mendonça, de onde a população, principalmente o público evangélico esperava um voto contra a condenação do deputado; e/ou pelo menos um pedido de vista; esse no meu ver traiu a esperança de todos que acreditava na sua lealdade constitucional; já que as informações constitucionais acima, dão prova que a condenação do deputado Daniel Silveira seria inconstitucional; já que o considerado réu não cometeu qualquer crime inafiançável e nem foi atuado em flagrante delito; “Flagrante delito é aquele que as autoridades aborda e prende o agente na sena do crime e/ou quando há perseguição no caso de fuga do agente do local do crime”.

Além do mais, não houve os devidos processos legais; ou seja, a queixa crime, o tramite policial incluindo a abertura do devido inquérito legal e a apresentação do caso à PGR por se tratar de um agente público eleito pelo o povo e com imunidade parlamentar na forma da lei,

No entanto; tudo isso me faz pensar que existe dois pesos e duas medidas; pois quem é canhoto podem fazer o que bem quiserem e ninguém fala nada; porém quem é destro sobre com as perseguições anticonstitucionais; “Ou então! Existe duas constituições?” Deixe seu comentário nesta matéria.